digite seu email

Sobre o RG

::escritas e referências audio-visuais como ingrediente e incentivo pra inspiração. Entre, sinta e compartilhe...
email rbarrosdesouza@hotmail.com | twitter @rbarrosdesouza | skype rbarrosdesouza1

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

off line

Uma das melhores matérias da Elle brasileira de agosto investiga um novo comportamento que vai na contramão da vida ultra conectada que estamos vivendo. Lá fora já existem movimentos que pregam um dia da semana desplugado e até “detox digital”. O fato é que nosso cotidiano está tão intrinsecamente ligado a internet e smartphones que muita gente está perdendo o controle se fica 5 minutos sem checar o Facebook e conferir o que seus 837 “amigos” estão fazendo.


Se por um lado, tanta tecnologia facilitou enormemente a nossa vida, por outro nos aprisionou e criou comportamentos no mínimo mal-educados. Ou alguém acha gentil sentar num restaurante com uma pessoa que não tira os olhos e os dedos do Blackberry ou do iPhone?
Como toda tendência aponta uma contratendência, depois de ficarmos hiper conectados aparece a saturação e o desejo de desacelerar. Por isso, comecem a prestar atenção nas próximas campanhas de marketing que vão pregar um estilo de vida “desligado”. A revalorização do contato físico, encontros familiares, passeios no parque e afastamentos temporários para “recarregar as baterias” vão aparecer em mensagens comportamentais. E, claro, muitas vão estar ligadas a causas ecológicas e sustentáveis pois tanta tecnologia não agrada o meio ambiente….


Em breve, chiques serão aqueles trabalham conectados em horário comercial pois o resto do tempo é dedicado a família, a reunir os amigos em casa e até a ler bons livros (de papel)!

Fonte: Modalogia


Um comentário:

  1. #Verdade !! Comentando na linguagem cibercultura, pra ficar bem evidente do quanto isso faz parte da nossa vida. Algo que nos deixa livres e nos prende ao mesmo tempo...coisa de doido!

    ResponderExcluir